Constipação e Cólica

Olá Mamães Toda Hora, todas bem?

Quais são as novidades desta semana?

O assunto da semana está baseado numa análise que faço das postagens recorrentes no grupo do facebook mamães de BG. Desta forma, percebi que o assunto cólica e constipação gera muitas dúvidas e a gente acaba generalizando, pensando que tudo  é cólica.

Outro fator importante que percebi é a ansiedade das mães referente ao período de evacuação irregular dos bebês – constipação!? – Para aqueles que não sabem, constipação é a não evacuação por um período longo de tempo e não “dor de cabeça” como um pai amigo meu achou que fosse.

Algumas semanas atrás uma amiga minha, mãe de duas crianças lindas, ganhou seu terceiro filho. Achamos que depois do primeiro já sabemos tudo o que está por vir. Mas ela me mostrou que cada filho é diferente do outro e geram novas dúvidas não vivenciadas anteriormente. Seu novo integrante não pegava o peito e ela estava apresentando dificuldades em seguir no aleitamento materno. Assim, introduziu a fórmula para saciar a fome do seu pequeno. Logo vieram as dúvidas (que são comuns as mamães do grupo da facebook mamães de BG): ele está sem evacuar,é por causa da fórmula? O que posso fazer? Está com cólicas? Será que é cólica?

A partir do levantamento que já vinha fazendo, da experiência desta amiga mãe e da minha vivência com o Léo, busquei informações em bibliografias confiáveis e com profissionais de saúde com experiência no assunto (dentre eles a pediatra do meu filho) e gostaria de compartilhar com vocês:

  1. Logo que nascemos, mesmo não tendo se alimentado ainda, nosso intestino começa a funcionar. As primeiras fezes do Léo me assustaram um pouco (sua coloração, odor…) depois fiquei sabendo que elas têm um nome: são chamadas de mecônio e duram alguns dias (não precisam se assustar!). Com o início do aleitamento elas vão mudando de aspecto e tendem a se tornar mais amolecidas e de uma cor amarelada.
  2. A partir dos primeiros quinze dias de vida do bebê CÓLICAS SÃO NORMAIS! Pois o aparelho digestivo faz alguns movimentos conhecidos como peristálticos que transportam o alimento fazendo contrações involuntárias que podem causar desconforto ao recém-nascido. Para o bebê, tudo é novidade, inclusive o funcionamento do seu sistema digestivo.
  3. A maioria de nós mães acreditamos que as cólicas são provenientes de alguma coisa da nossa alimentação ou a introdução da fórmula. Embora seja natural o bebê passar por isso, procuramos alguma maneira de aliviar o desconforto dos pequenos. Porém, pelo que entendi,cólica não é uma doença, logo não precisa de tratamento. O bebê precisa evacuar de forma natural para o desconforto diminuir ou desaparecer. E, além disso, cada um tem seu tempo para desenvolver um grau de maturidade para um funcionamento adequado do seu aparelho digestivo.
  4. A partir do segundo mês, passei a dar complemento para o Léo. Ele mamava no peito por 45 min (tempo suficiente para mamada e não 3h como fiquei amamentando no primeiro mês) e depois complementava cada mamada com a fórmula e quantidade indicada pela pediatra. Percebi com a experiência e com as leituras que cólica e constipação são normais para os bebês nos primeiros meses de vida, embora nós mamães nos assustemos e tentamos fazer qualquer coisa para livrar nossos filhos deste desconforto .
  5. No primeiro mês de vida do Léo a evacuação acontecia várias vezes ao dia (não me recordo muito, mas eram de 3-4 vezes). Com o passar do tempo tinham momentos em que o Léo ficava alguns dias sem evacuar, o que me preocupava já no primeiro dia. Sempre tinha em mente o que a pediatra dizia “ser normal”. Quando se aproximava do limite de tempo de constipação é que começava a procurar alguma alternativa caso ele não evacuasse. Aprendi que ficar alguns dias sem evacuar também é NORMAL – mamando exclusivamente no peito ou utilizando alguma fórmula. A frequência de evacuações pode variar de 8 vezes ao dia até uma vez a cada 5 ou 7 dias, podendo ser pastosa ou liquida.
  6. As cólicas podem persistir até os 4 meses de idade. Geralmente as cólicas têm uma frequência de horário de aparecimento. Elas traduzem a imaturidade intestinal da criança e podem ter duração de minutos até uma hora. Tanto para cólicas, quanto para a constipação, existem algumas dicas que aprendi e utilizei com o Léo e podem auxiliar: fazia massagens circulares no abdômen, bolsas de sementinhas aquecidas, deitava ele colocando suas pernas para cima e fazendo o que chamo de “bicicletinha”(pedalando), muito amor, paciência, colo. Lembrando: quanto menor for seu bebê, é interessante diminuir o espaço que ele tem, portanto, aconchegue ele bem pertinho de você, isso facilitará muito. Hoje também existem fórmulas infantis e composto lácteos (este para crianças maiores) com quantidade adequada de fibras (chamadas prebióticos) que podem auxiliar muito no funcionamento do intestino das crianças. É importante conversar com o Pediatra na hora de escolher a fórmula ideal (quantidade adequada de prebiótico : 4g/litro) .O leite materno já possui naturalmente esta fibra.

 

Então mamães toda hora, é de extrema importância mantermos a calma, diminuir e controlar a ansiedade, promover um ambiente tranquilo, que transmita segurança criando as condições necessárias para que essa fase seja ultrapassada da melhor forma possível.

 

E para vocês, como foi ou está sendo esta fase?

Compartilhem conosco suas vivências!

Um beijão a todas! Bom final de semana!

Comentários (28)

  1. Monica

    Muito bom texto!!!! Adorei!!!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada minha parceira, colaboradora e que me ajuda a fazer o blog crescer a cada dia.
      Bjs

      Reply
  2. Melissa

    As tão temidas cólicas! Todas dicas são importantes!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      e como são temidas né Melissa!
      Que bom que são fases… e passam…
      Bjs e obrigada pela contribuição.

      Reply
  3. Karine

    Muito bom, Karine, como sempre!
    Uma ótima leitura, especialmente às futuras mamães.
    Beijo e parabéns pelo blog, cada dia melhor!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada Ká!
      Obrigada pela parceria de sempre.
      Mil bjs

      Reply
  4. sami

    Esta fase é bem difícil mesmo!! Muitas incertezas, dúvidas e a maldita cólica atormentando…..o bom é que logo passa e a gente esquece logo também! Como sempre, teus textos são super úteis! Adorei!!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      como é complicada né Sá!
      O que aprendi é que tudo é normal… que são fases que precisamos aprender a lidar.
      Obrigada pela contribuição e participação de sempre.
      Bjsssssss

      Reply
  5. Andressa

    Oiii…
    Não sou mãe mas gosto de meter o bedelho… mas tenho experiência pela quantidade de sobrinhos e afilhados, né!?
    O movimento de “bicicletinha” e a massagem na barriguinha auxiliam os movimentos peristálticos, facilitando o movimento das fezes.
    Tu podia escrever sobre Shantala um dia desses, acho bem válido!!
    Um beijo e continue descomplicando a arte de ser mãe…

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Oi minha amiga…
      Obrigada pela contribuição…
      Boa pedida para um próximo tema…
      Bjs e mais uma vez obrigada!

      Reply
  6. Carolina Seabra

    Apesar de ainda não ser mamãe acompanho o blog para saber cuidar do sobrinho… Das crianças que estão por perto, enfim: tudo é aprendizado. Esse texto está otimo, vou recomendar pras mamães amigas! Parabéns pelo texto!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada Carol!
      Fique sempre a vontade para contribuir e sugerir temas!
      Um beijos grande

      Reply
  7. Roberta

    As colicas!! o que funcionava mesmo era a bicicletinha… ainda bem que foram so tres meses.

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Oi Beta!
      Ainda bem que são fases. Quando acaba uma começa outra e assim vai…
      Na leitura que fiz para escrever este tema foram esclarecidas várias dúvidas, dentre elas o mito de que a fórmula provoca cólica e constipação. Para mim (e para você), que o Léo usou fórmula desde o 2º mês, foi de grande valia entender que isso é normal e faz parte da evolução do ser humano.
      Obrigada pela contribuição.
      Beijos

      Reply
  8. Gaby

    Oi profe
    A Bia tem 1 mês e 6 dias, teve
    3 crises de cólica ate hoje. Na primeira com 9 dias, chorei junto com ela, pois é uma novidade para nós e não sabemos o que fazer. Só queremos que a maldita vá embora… Depois foi ficando mais tranquilo, comecei dar chazinho e ela teve 2 x , mas ai não foi tão forte como na primeira. Mas me da uma agonia, ver ela se retorcendo e não poder fazer nada. Tem que esperar passar e tentar aliviar o desconforto.

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Oi Gaby!
      é bem assim mesmo. O importante é termos consciência de que isso é normal e que precisamos ficar tranquilas e aconchegar nossos pequenos para que eles passem por esta fase também.
      Beijos e obrigada pela contribuição.
      Fiquem bem.

      Reply
  9. Gisele

    Karine, e bem isso que vc escreveu. Aqui em casa passamos por tudo isso até quase os 5 meses. Aprendemos com o passar do tempo todos esses cuidados. Parabéns pela sua iniciativa. Gostaria que algum dia desses o tema que vc obordace fosse sobre insônia e agitação durante a noite. Parabéns e sucesso. Bjs

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada pela contribuição e ainda bem que o tempo e a experiência nos tornam mais sábias para as próximas fases. Tudo é novidade no mundo da maternidade!
      Obrigada pela sugestão e certamente estarei escrevendo sobre isso também.
      Beijos

      Reply
  10. Aline

    olá gente !
    Sou mãe a apenas 12 dias , e muitas dúvidas e inseguranças rondam minha cabeça . Se não fosse minha mãe , que tem sido incansável , já teria surtado . Atento para o fato de o Gabriel ser um anjo e não chorar p quase nada . E muito bom poder ler essas experiências e ver que todas passam por algo semelhante . As cólicas pra nós mães são quase punitivas . E como se apontassem pra nós toda a responsabilidade do pequeno estar sofrendo ,na verdade a gente mesmo faz essa auto punição : o que eu comi , pq eu comi?
    Belo texto , é belo espaço . Um abraço a todas
    Aline

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Olá Aline!
      Excelente contribuição.
      Como mãe se pune né?
      Fica a vontade para sugerir temas pelos quais esteja passando com seu pequeno.
      Um beijo grande e obrigada!

      Reply
  11. Candida

    Parabéns! Sempre contribuindo muito para esclarecimento das mães!!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      obrigada!!!
      mil beijos

      Reply
  12. JULI

    Ka!!!
    Esse texto me caiu como uma luva!!!! Mesmo sendo mãe de “terceira viagem”!! rsrsrsrs
    Como te falei, cada filho eh diferente um do outro!!! Vítor não teve cólicas… Martina teve até os 3 meses… Começava as 20hs e terminava as 23hs!!! Foram dias terríveis!!! :(
    E agora o Diguinho, com 25 dias, “trancadinho” e chorando muito… Serão cólicas???
    Como ele não pegou o peito, dou o NAN desde que ele tinha 5 dias… Tentei trocar recentemente, mas as coisas por aqui ficaram piores!!! A outra fórmula parecia mais aguada e ele vomitava direto!!! Voltei pro NAN e adotei tua “receita” do chá de ameixa!!! rsrsrsrs
    To usando funchicoria pra acalma-lo… Bolsinha de sementinhas… E rezando a cada crise de choro (não creio que sejam cólicas!!!)!!!
    Sei que logo, logo, tudo isso vai passar… :))
    Excelente tema!!! Adorei tua abordagem!!!
    Um super beijo

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Amiga minha!
      Obrigada pela contribuição!
      Você me ensinou e me ensina sempre que independente de ser o primeiro, o segundo ou o terceiro filho, sempre aprendemos com eles, sempre podemos esperar novidades, pois cada um (por ser único) reage da sua maneira.
      Te admiro por ser essa guerreira, essa mãezona!
      Logo, logo o Diguinho passa por essa fase também.
      Mil beijos e mais uma vez obrigada!

      Reply
  13. Joana Milan

    Muito legal Ká…parabéns!!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada Jo!
      Mil beijos

      Reply
  14. Mirena

    Muito legal Karine, aqui estamos passando por isso…é reconfortante ler o texto e saber que acontece com todos. Obrigada.

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Olá Mirena!
      Que bom que pensa assim!
      Suas dúvidas, informações e sugestões serão sempre bem vindas!
      Muito obrigada pela contribuição.
      Um grande beijo

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>