Germana, Mãe de Francisco – Histórias de Mamãe!

germana

 

De uma rápida conversa no msn com a mamãe Karine, surgiu o convite de escrever para esse blog que adoro e sou leitora assídua. Topo, topo, porque não?

Sou mãe do Francisco de 2 meses e mamãe toda hora de primeiríssima viagem!!!

Posso dizer que me preparei para cada momento, a fase de ‘tentante’ (a qual foi muito rápida), a fase da gestação, a fase do parto, os dias no hospital e….. parou por aí… Por mais que achasse que estivesse ‘pronta’, na fase de ‘ok, seu bebê chegou’, eu não estava preparada!

Não, não é um sentimento de culpa, é uma constatação.

Na gestação, minha obstetra me dizia tudo que iria ou não acontecer: Eu tinha o controle de tudo, claro que tive uma gestação 100% e por isso o sentimento de: – “E agora o que eu faço?” tenha aflorado tanto.

Pesquisei, refleti, li muitooooo, conversei com todos os tipos de mães: as tranquilas, as preocupadas, as desencanadas, as exigentes, as super protetoras, as ocupadas, e ia filtrando as informações que recebia, guardando pra mim apenas o que achava importante e que ia de encontro a minha linha de pensamento.

Mas porque não conseguimos pensar nas dificuldades em que nós mães iríamos enfrentar?

Eu apenas pensava em fazer o melhor pra ele, em dar banho certo, em ter a melhor pomada pra assaduras, melhor fralda, não usar lencinho pra não assar, a roupa ser confortável, o quarto estar limpo e organizado, o berço ser seguro, remedinho para cólica, para refluxo e por aí vai…

E então respondo minha pergunta: desconhecido, simples assim, uma palavra resumo tudo.

Nossa cabeça simplesmente não se prepara para o que não sabe! Precisamos da vivência, da experiência para saber como agir, e no fundo acho que a ‘a mãe natureza’ (coincidência não é?) está absolutamente certa.

Imagina se a gente se preparasse para nadar em uma piscina rasa e nos colocam para nadar no mar? Seria mais difícil e de repente o medo atrapalharia nossa performance; E se fosse ao contrário? Diríamos: – Ah, foi moleza!

E assim dia após dia, nosso bebê nos ensina tudo o que precisamos saber, e ele somente ele vai nos dar a direção e nos mostrar se devemos nadar na piscina ou no mar.

Simmm, a gente entende se o choro é de fome ou de fralda suja.

Simm, a gente vai saber quanto nosso seio está cheio, que os bebês podem dormir sem que fiquemos zelando seu sono (nos primeiros 10 dias, revezávamos toda a noite porque tínhamos medo de deixá-lo dormir sozinho), o banho vai ser uma delicia, as cólicas vão aparecer, ele vai chorar, você e o papai vão acalmá-lo e ele vai adormecer nos seus braços, como um anjo e ai você sente um alívio e a agradece ao Papai do Céu, por ter se saído bem mais uma vez na super tarefa de ser Mãe!!!

Um grande abraço!

Germana Milesi, a mãe do Francisco! (Uma amiga me disse um dia, depois que você for mãe, não será mais a Ge, como todos me conhecem, será a Mãe do Francisco, mais uma verdade que tive o prazer de comprovar)

******************************************************************************************************************************************

germana2Germana Milesi, 32 anos, casada, formada em Turismo pela UCS, administradora de empresas e mãe, adoro minha cachorrinha Leka e ler sobre todos os assuntos, amo dias de sol e céu azul!

Comentários (4)

  1. Enoir

    Que bacana Germana! Acho que nós podemos nos preparar ao máximo mas é o dia a dia ensina tudo o que precisamos. Bem isso…

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      É bem isso né Enoir!
      Manda sua história para nós tb…
      Bjs cheios de saudades

      Reply
  2. Vanessa Stefani Pasquali

    Parabéns, Mamãe do Francisco!!! Sua história é linda e obrigada pelas dicas!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada pela contribuição Vanessa!
      Bjs

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>