Confusão verbal, uma explicação fonoaudiológica!

mateus

 

Olá Mamães Toda Hora, todas bem?

Sabemos que ao longo do desenvolvimento dos nossos pimpolhos, cada conquista é uma alegria. Mas carregado com isso, sempre está a ansiedade natural de nós mamães. Será que estão se desenvolvendo dentro da “normalidade”?

Quando o assunto é a fala parece que a ansiedade aumenta. Não vemos a hora deles se comunicarem conosco além do olhar, do choro… desejamos a tão famosa fala.

E como saber se o quê está acontecendo é normal?

O Léo está na fase de começar a formar frase e estamos nos divertindo muito. Foi uma explosão. Da noite para o dia começou a falar o nome dos colegas e logo em seguida deslanchou.

Por isso, hoje, convidei a mãe e fonoaudióloga Erica Cimadon para nos esclarecer essas questões de acordo com o que ela vivencia com seu filho Mateus.

Boa leitura a todas!

Beijos

******************************************************************************************************************************************

Olá Mamães!!

Hoje venho para falar um pouco sobre minha experiência como mãe e como anda o desenvolvimento da linguagem lá em casa….

Meu filho Mateus está com 1 ano e 11 meses. Ele começou a falar as primeiras palavras com sentindo e inteligíveis por volta de 1 ano e meio. Há mais ou menos dois meses começou a falar muitoooooo. Ele repete quase tudo o que falamos, inclusive o que não deve! Mas o que me surpreende são as tentativas de formulação de frases que ele vem fazendo.

Ontem mesmo ele me disse:

“Mamãe, Matete tomei xuco tudo!” Tradução: Mamãe! O Mateus tomou todo o suco!

Vamos a explicação fonoaudiológica da confusão verbal.

Nessa idade, o vocabulário se expande rapidamente e espera-se que as crianças comecem a produzir frases simples, com 2 palavras (dá suco, quero água, etc..) que serão aprimoradas em breve, referem-se a si mesmo pelo nome e compreende ordens com 2 ações. Os fonemas ainda estão em aquisição, por isso ocorrem omissão e substituição de sons na fala. Tais trocas são normais desde que não tornem as palavras totalmente diferentes de como realmente são.

Quando a criança inicia seu desenvolvimento sintático, ou seja, a formar frases, percebe-se na grande maioria das crianças uma fala telegráfica, ou seja, uma frase sem preposições e conjunções. É comum também uma supergeneralização morfológica, que nada mais é do que aquela confusão que a criança faz ao conjugar os verbos (Escovi os dentes, subei a escada).

A ordem das palavras em uma frase podem estar trocada, visto que o vocabulário é muito extenso. Formar frases“sintaticamente corretas” exige mais maturação cognitiva. Cabe a nós, papais e mamães, dar o modelo correto sempre. Diante de uma palavra ou frase dita pelos nossos pequenos,devemos repeti-la da forma correta: “O Mateus tomou todo o suco!!”

Cabe lembrar que nem todas as crianças são iguais, pequenas variações de aquisição são normais.

Seria muito legal compartilharmos as frases e palavras ditas pelos nossos pequenos!! Que tal??

******************************************************************************************************************************************

1-1-foto-277x3001-208x300

Érica Cimadon é fonoaudióloga, especialista em neuropsicologia pela UFRGS, com aperfeiçoamentos em processamento auditivo. Atua com atendimentos a crianças nas áreas de linguagem e aprendizagem há 7 anos na Clínica Jeito de Ser e mamãe do Mateus, de 1 ano. “Ter um filho é muito mais que uma especialização… nos permite nos colocar no lugar das famílias que buscam ajuda para seus pequenos, tendo um olhar profissional, mas acima de tudo, mais  humano…”

 

 

 

Comentários (8)

  1. Pri

    Que legal Erica!!!! E que lindo o Mateus!!!!!bjos

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Lindo ele né Pri!

      Reply
  2. sheila

    Que fase gostosa e linda!! Porem exige um alto grau de compreensao!! Haahahahaha…o Luis esta com 1 ano e 9 e comecou a repetir algumas palavras q falamos….porem, 1 delas, q faz parte do vocabulario dele a 1mes e meio ja…q ate entao nao consegui compreender qual é…kkkkkkkk….”titibo”!!!! E ele aponta…e fala…e eu tento ir chutando algumas….mas ate hoje é uma incognita!!!kkkkkkkk…..bjoos

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Pouco bom isso Sheila! É uma descoberta para todos! É um momento mágico de aprendizagem e comunicação que não tem preço.
      Obrigada pela contribuição.
      Bjs

      Reply
  3. Karina Guidolin

    Minha filha Bella tá com um ano e 9 meses e fala muito, é uma tagarela. Mas é conversa de índio: “A Bella gosta…” “A Bella faz…” kkk São uns amados… que fase boa… beijos a todas 😉

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      A Bella é uma bela mais que bela… Dio que linda!
      É uma fase sensacional…
      Beijos

      Reply
  4. Janaína Festa

    Adoro as matérias! Nós aqui em casa estamos mega ansiosos para ouvir o nosso filho falar. O Vicente está com 1 ano e 10 meses e está falando apenas algumas palavrinhas, mamam(comida),”tata”, “adí” (aqui). Ele entende tudo que falamos e pedimos pra ele, mas quando quer algo ele aponta ou pega minha mão e me mostra o que quer. Estou tentando não falar por ele, deixo ele se expressar, mas ele fica muito bravo rsrs.

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Querido Jana!
      Logo logo a explosão se dará, você vai ver. Cada pimpolho com seu tempo.
      Obrigada pela contribuição e fico feliz que esteja gostando.
      bjs

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>