O desenvolvimento da fala é incrível!

leo lendo

 

Olá Mamães Toda Hora, todas bem?

Hoje é dia de especialista e contamos com nossa parceira, mãe e fonoaudióloga Erica Cimandon para dar continuidade a sua experiência de mãe e profissional na evolução da linguagem do seu filho Mateus. Assim como o Mateus, o Léo também se encontra nessa fase (apesar de ser um pouco mais novo que o Mateus) e é uma delícia de ver e ouvir nossos pequenos evoluirem significativamente.

O Léo é um macaquinho, não só imita o que falamos, mas também o que fazemos… Precisamos nos cuidar muito!!! Mas se tem uma coisa que fica ecoando na minha cabeça, são as orientações da Erica, principalmente no que se refere a não repetirmos a fala “errada” deles e sim, repetir a palavra correta. É o que procuro fazer aqui em casa e oriento sempre se alguém foge a isso.

Boa Leitura, deliciem-se com o texto da nossa especialista.

Bjs

**********************************************************************************************************************************

O Mateus está com 2 anos e 2 meses e é incrível a rápida expansão do vocabulário nessa idade. Ele fala coisas que me fazem pensar: “- Quem ensinou isso?”

No meio de um discurso engraçado e bagunçado, que para muitos pode até soar como uma grande dificuldade de fala, percebo a assimilação das regras da nossa língua, a formação de frases cada vez mais elaboradas, com entonações diferentes, de acordo com a situação.

Eis que o Mateus me diz: “O Fetante comedomeim.”

Ah????

Tradução: O Elefante come amendoim.

Estrutura da frase: OK! Coesão entre os elementos da frase: OK! Sons da fala (fonologia): Que confusão!!

O que acontece aqui e provavelmente é o que acontece com muita criança nessa faixa etária é uma dificuldade em selecionar os fonemas (sons) de uma palavra e emiti-los em sequencia. Tanto na palavra Elefante (Fetante) e Amendoim (Domein) é possível perceber que a palavra produzida, apesar de muito confusa, tem quase todos os fonemas da palavra alvo. Com a maturação do sistema nervoso central, a criança vai se tornando mais fluente e as produções se tornam mais inteligíveis. A orientação aos pais e cuidadores é: diante dessa situação, SEMPRE repita a palavra correta. Essa atitude ajuda a criança a superar esta etapa. Reforçar o “errado” por achar bonitinho e engraçado pode levar a criança a memorizar as palavras dessa forma, causando um problema de fala no futuro.

Outro exemplo da aquisição e desenvolvimento da linguagem é:

“Mateus tomei a água tudo” (O Mateus tomou toda a água)

A flexão dos verbos na nossa língua é irregular e isso confunde muito as crianças em fase de aquisição de fala. Apesar de soar muito estranho ouvir “eu tomei”, “eu subei a escada”, “eu escovi os dentes” devemos ficar muito felizes pois isso mostra que a criança assimilou a regra de flexão verbal. Devemos ajuda-la a memorizar essas flexões irregulares, repetindo as palavras de forma correta.

Assim como a organização dos fonemas, a ordenação das palavras em frases mais elaboradas também pode se encontrar confusa.

Aproveite essa fase de aquisição e memorização fácil para estimular a fala dos pequenos lendo histórias, explicando para que servem as coisas e nomeando objetos e ações de forma correta sempre!

**********************************************************************************************************************************

1-1-foto-277x3001-208x300 Érica Cimadon é fonoaudióloga, especialista em neuropsicologia pela UFRGS, com aperfeiçoamentos em processamento auditivo. Atua com atendimentos a crianças nas áreas de linguagem e aprendizagem há 7 anos na Clínica Jeito de Ser e mamãe do Mateus, de 1 ano. “Ter um filho é muito mais que uma especialização… nos permite nos colocar no lugar das famílias que buscam ajuda para seus pequenos, tendo um olhar profissional, mas acima de tudo, mais  humano…”

Comentários (6)

  1. Juliana

    Minha filha está com 1 ano e 7 meses, balbucia bem poucas palavras, tentamos incentiva-la de várias formas, mas não temos muito sucesso, ela apenas faz “hummm”…mas as palavras não saem. Me pergunto se o desenvolvimento da fala dela está “atrasado”, ou nós que estamos fazendo algo errado que não está auxiliando-a a desenvolver-se???

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Olá Juliana!
      Estarei solicitando que a Erica lhe responda esse questionamento.
      Obrigada pela contribuição.
      Bjs

      Reply
    2. Érica

      Olá Juliana! Segundo a literatura, com essa idade as crianças já deveriam ser capazes de emitir várias palavras e até mesmo pequenas frases, com dois elementos. Mas sabemos que isso não é regra e cada criança tem um ritmo de desenvolvimento… No caso da sua filha muitos fatores podem estar associados a esse “atraso”, como por exemplo:
      – Contato com outras crianças;
      – Prematuridade ou intercorrências no nascimento;
      – História de otites de repetição;
      – Estimulo em casa (as pessoas que convivem com ela atendem ela de imediato, atende ao apontar ou aos sem sentindo?)
      – Uso prolongado de tablets, tv, etc…
      Enfim…. poderia escrever muitas linhas. O que eu sugiro é: fique atenta a evolução da fala, estimule ao máximo e, se não perceber melhoras, uma avaliação com uma fonoaudióloga ajudará muito!
      Espero ter ajudado.

      bjs

      Reply
      1. Karine Callegari (Post author)

        Obrigada Erica!
        Bjs

        Reply
      2. Juliana

        Obrigada Érica, ajudou sim com certeza.
        bjss

        Reply
        1. Karine Callegari (Post author)

          Ficamos felizes Juli!

          Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>