Férias com os filhos? E agora?

can e lu

Olá Mamães Toda Hora, todas bem?

Se antes já achava tudo complicado, agora com o Léo piorou!!! Toda vez que penso em viajar, tenho mil pensamentos e medos. Mas sempre que vejo minhas amigas fazendo isso com a maior tranquilidade, sinto uma pontinha de inveja e logo me vem a vontade de planejar as nossas férias.

Por isso, já que o ano está acabando e as férias estão chegando, convidei minha amiga, parceira, mãe e turismóloga Cândida Redante, para nos ajudar com algumas dicas para esse momento tão esperado: As Férias!

Boa leitura!

**********************************************************************************************************************************

É muito comum vermos pais que sempre gostaram de viajar, mas agora, com um filho pequeno,  se pegam pensando: será possível passear como antigamente? Milhares de casais no mundo inteiro mostram que é perfeitamente possível, como também ajuda no desenvolvimento e enriquece a bagagem cultural dos filhos. No entanto, é muito importante ter muita organização. Por conviver com esta situação, sugiro algumas dicas.

 Então, com os documentos na mão, originais e conforme a regra do destino,está lançado o desafio!

  1. Vamos lá!! Até os pequenos mais resistentes não aguentam tanto quanto um adulto. Portanto, antes de planejar uma grande aventura para países distantes, é recomendável fazer algumas viagens mais curtas e observar como a criança reage aos novos lugares e situações desconhecidas. Vá à praia, ao interior ou para a serra. Observando o seu filho, você perceberá quando ele estará pronto para viagens maiores. Ao planejar o passeio, saiba bastante sobre o destino, pesquisando em guias turísticos, fóruns e informações disponíveis na internet. Se o seu filho ainda for bebê, prefira um lugar que já conheça. E lembre-se: não dá para planejar e prever tudo e muita coisa será diferente!
  2. Nem todas as companhias aéreas estão preparadas para receber crianças de idades diferentes e com todas as exigências específicas para cada uma delas. Crianças maiores podem comer a mesma refeição servida para os adultos. No caso dos bebês, se já passaram da fase de amamentação, é indicado levar sua comida. Os fiscais dos aeroportos não costumam criar problemas se a embalagem estiver lacrada, mas se preferir levar papinhas e bebidas caseiras respeite o limite de líquidos na bagagem de mão.
  3. Mudanças de pressão de ar são desconfortáveis para qualquer viajante. Crianças pequenas são mais sensíveis. Chupeta ou mamadeira poderão amenizar as dores nos ouvidos dos bebês. Se a criança já for maior, poderá utilizar o truque de mascar um chiclete.
  4. Lembrem sempre de  levar brinquedos, tablets, e outras distrações que os façam ficar sentados por mais tempo. Alguns voos possuem telas com desenhos animados e filmes infantis à disposição. Mesmo assim, leve mais de um brinquedo. Na hora de reservar a passagem, vale a pena pesquisar se no avião tem cadeirinhas para os bebês, o que é raro, porém com sorte, o seu bebê dormirá e você terá um voo tranquilo.
  5. Trocar o bebê também é um assunto que deverá ser pensado e planejado. Existem companhias aéreas que providenciam fraldas, lencinhos e produtos de higiene, mas, por segurança, leve sempre os seus. Nos banheiros, geralmente existem trocadores dobráveis que você poderá utilizar.
  6. Por terem mais propensão à desidratação, ofereça líquido a criança periodicamente.
  7. A maioria das linhas aéreas não considera o carrinho de bebê como mais uma peça de bagagem de mão. Você deve mencioná-lo no check-in, colocar etiqueta com seu nome e endereço e deixá-lo com o funcionário antes do embarque. Após desembarque, espere na saída do avião para retirá-lo. Se for despachar como bagagem registrada, lembre-se de embalar bem para evitar estragos e caso aconteçam, faça o registro ainda no aeroporto .
  8. Se a sua viagem exige escalas, procure um trajeto com o menor número de paradas – são ainda mais cansativas para as crianças do que para os adultos.
  9. Sempre leve na bagagem de mão uma troca de roupas para seu filho, caso haja algum incidente.
  10. Faça um check-up médico antes de viajar e certifique-se de que está tudo bem com a saúde do seu filho. Pesquise sobre as vacinas necessárias e sobre possíveis doenças específicas da região. Certifique-se também que o serviço de saúde no país funciona. Faça seguro-saúde para viagem e não se esqueça do kit de primeiros socorros, com os remédios básicos.
  11. Considere os hábitos alimentares diferentes. A mudança na dieta poderá causar reações digestivas, principalmente nas crianças. Para evitar problemas, é recomendado não comer vegetais e carnes crus, laticínios não pasteurizados e bebidas com gelo. Prefira as bebidas engarrafadas ou de marca conhecida. Observe bem se os alimentos estão frescos, limpos, não requentados e servidos quentes. Não se irrite se esperar muito para a sua refeição – isto significa que está sendo preparada na hora! Os melhores lugares para comer, mesmo se não tiverem aparência muito elegante, costumam ser restaurantes e bares frequentados por habitantes locais.
  12. Para evitar que seu filho estranhe a comida local, é melhor acostumá-lo com esses sabores ainda antes de viajar. Cozinhe pratos típicos do país e observe a reação. Se esta não for das melhores, opte por produtos já familiarizados durante a viagem, como pão, queijo, iogurtes, suco de caixinha, etc.  E também confirme a existência de mosquiteiros, berço e outros acessórios que considerar fundamentais na reserva do hotel.

Observando as dicas, sua viagem será um sucesso e poderão curtir muito!

**********************************************************************************************************************************

candaCândida Redante,Turismóloga  e Proprietária da SETENOVE TURISMO, desde 2009. Adora planejar sua viagem com muito amor para que não seja apenas uma viagem, mas a realização de um SONHO! Eternamente grata por esta missão apaixonante que o papai do céu concedeu que é ser mamãe da Luiza de 3 anos e do Théo de 11 meses.“Ser mãe me ensinou, que sou mais forte do que pensava, mais dedicada do que imaginava e mais Feliz do que jamais sonhei em ser !!!”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>