Autoestima Infantil como fortalecê-la?

10346813_564953676951208_1435893505_n

 

Olá Mamães Toda Hora!

Hoje é terça-feira, dia de especialista!

Na coluna de hoje, contamos com um texto claro e objetivo sobre a autoestima infantil escrito pela mãe e psicóloga Mônica Vagliati que pode nos auxiliar a fortalecê-la em nossos pequenos, para se tornarem adultos, mais seguros, criativos e determinados.

Boa leitura, um beijo grande!

***************************************************************************************************************************

Durante os primeiros anos de vida é que se determina se a pessoa será um adulto bem resolvido ou não. Autoestima é um problema de formação que vai se alterando, positiva ou negativamente, a partir do momento que colocamos os pezinhos no mundo.

A mãe é a maior fonte de segurança e amor para o bebê. Ao lado dela, ele se sente protegido, alimentado, quentinho e amado. E é por meio de gestos de carinho que a criança começa a estabelecer uma imagem de si própria, ou seja, construir uma autoestima. Sabe-se que os bebês que não são amamentados no peito têm 30% a mais de chance de ter depressão na adolescência ou fase adulta.

Seguem algumas dicas para fortalecer a autoestima dos pequenos:

  • Reconheça o esforço, não economize “vivas” e aplausos, mas faça isso com sinceridade;
  • Não cobre em excesso;
  • Não rotule a criança. Isso só reforça um comportamento inadequado e a faz acreditar que é incapaz de agir diferente.
  • Não a compare com irmãozinhos ou outras crianças;
  • Permita que a criança tente, arrisque. A superproteção traz uma mensagem de desvalorização e faz com que a criança não se sinta capaz de realizar nada.
  • Estabelecer limites é uma condição essencial para desenvolver a autoestima dos pequenos.
  • Seja um exemplo de pessoa cheia de autoestima para seus filhos. Não pense que abrindo mão de sua vida pessoal estará dando o melhor de si para a criança. Você precisa estar bem!

A criança com autoestima alta tem os “autos” positivos do processo de desenvolvimento: autodeterminação,autoconfiança e auto-apoio. Já a criança sem autoestima, tem na culpa e na falta de respeito por si mesma nos sentimentos básicos, que irão continuar se manifestando na idade adulta.

Um forte abraço!

***************************************************************************************************************************

monicaMônica Vagliati é Psicóloga Clínica especialista em Psicoterapia Cognitivo Comportamental de crianças, adolescentes e adultos. Atua há 10 anos em consultório clínico na Clínica Espaço Equiliibrium. Instagram: PSIMONIVAGLIATI – Facebook: Psicologa Monica Vagliati

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>