O frio chegou e com ele…

leo

 

Olá Mamães Toda Hora!

O frio chegou aqui na Serra! Disseram que logo ele vai embora e dará espaço para o “veranico de maio”. Mas já no primeiro dia ele foi suficiente para pegar meu pequeno de jeito!

No último domingo um calor insuportável até umas 15h, de repente o tempo muda, chove e refresca! Refresca e não congela! Decidimos ir ao circo (ou círculo como o Léo chama) e, aparentemente tudo certo.

Na manhã da segunda-feira, meu marido levanta às 6h30, não me fala nada (diz ele que esqueceu!) sai para trabalhar e eis que de repente escuto o Léo emitindo uns sons estranhos no quarto dele. Permaneci por ali achando que ele estava sonhando! (Por incrível que pareça, levantamos milhões de vezes e a maioria delas por nada e desta vez…) Os sons se repetiram e falei para mim mesma: “Nossa, ele deve estar tendo um pesadelo!” Logo em seguida escuto uma vozinha dizendo: “Mamãe, por favor, vem aqui! O Léo não consegue respirar! ”

Pulei da cama parecendo uma louca e dei água para ele! Neste momento perguntei o que estava acontecendo. E de uma forma que me impressionou ele relatou dizendo que estava com uma tosse e que faltava o ar, mas que ia passar, era só ele ficar deitado!

Não me perguntem o motivo, mas peguei o mel, dei para ele e ele deitou em meus braços. Não deu 5 minutos e eu presenciei a tosse horrível dele! Me assustei! Parecia que o “ar não vinha”! Peguei a bombinha (aliada desde que o Léo era bebê) e fiz um jato e ele pareceu melhorar.

Ficou um pouco afônico, porém ativo e alegre. Comeu bem e foi bem feliz para a escola. Quando fui buscá-lo, a profe disse que ele havia passado bem a tarde.

Voltamos para casa, mantivemos a rotina normal antes de eu ir trabalhar! Quando voltei às 22h40 ele estava dormindo bem! Passou uma noite tranquila e quando acordou: QUE SUSTO! Teve uma crise muito pior que do dia anterior.

Nunca tive asma, mas pensei que fosse! Como tinha que atender no consultório pedi que meu pais levassem ele no plantão (sabendo que a pediatra dele estava lá) que assim que desse eu iria para lá. DIAGNÓSTICO: Laringite! Fizemos uma nebulização com adrenalina e o Léo melhorou e foi para a escola.

As recomendações foram não se agitar, não correr e não se aquecer muito (JURA! O Léo quieto? Isso é coisa de outro mundo!) Bombinha 3 x ao dia  por 7 dias, Predisin por 5 dias e esperar!

Para completar a tosse de cachorro (muito bem definida por uma amiga minha) o nariz trancou, está escorrendo, olhos lustros, lábios rachados, bochechas vermelhas… reações típicas do inverno!

Por isso, depois que virei mãe, não consigo gostar do frio, do inverno! Esta é a estação que mais odeio! Antes era pipoca, coberta, filme, comilanças, encontros com amigos ao redor da lareira! Hoje, nebulização, noites mau dormidas, remédios, plantões, lavagem nasal e brigas para administrar tudo isso várias vezes ao dia! Fora a dificuldade no banho, na hora de vestir, de não andar de pé descalço… e assim vai!

Bom mamães!!! Que venha  inverno e com ele o pacote completo!

Beijos e bom final de semana

 

Comentários (2)

  1. Bruna

    Concordo contigo mamãe toda hora…sempre digo isso, eu adorava o inverno, mas depois q tive minha filha, eu odeio, é mto ruim, além disso tudo q tu relatou, a minha filha n vai p creche, então com todo esse frio ela fica encerrada em casa, fica aborrecida,chega uma hora q n tenho mais o q fazer p entreter ela! Bom, mas infelizmente temos q passar por essa estação horrorosa! Desejo q o teu menino fique bom logo!!Bjs

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Bruna querida! Ainda bem que não somos as únicas que aprendemos a detestar o inverno depois de virarmos mães… Queridos… Vamos lá que o frio está só começando. Bjs e obrigada pela contribuição.

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>