Atenção com os brinquedos “barulhentos”!

IMG_0588

 

Olá Mamães Toda Hora, todas bem?

Hoje é dia de especialista e a mãe, parceira e fonoaudióloga, Erica Cimadon nos chama atenção aos brinquedos barulhentos.

Quem tem filhos em casa sabe o quanto eles amam todos os brinquedos (ou panelas…) que possam fazer o máximo de barulho possível. Aqui em casa tentamos controlar o uso destes brinquedos e, recentemente criamos sacos de brinquedos por semana. Assim, tem semanas que o Léo passa sem nenhum brinquedo que emita sons elevados.

Mas vocês vão concordar comigo, que se muitas vezes os barulhos desses brinquedos nos irritam, imaginem o quanto prejudicial não deve ser para nossos pequenos.

Por isso, ATENÇÃO!

Beijos e boa leitura!

*****************************************************************************************************************************************

Olá mamães! Hoje escrevi sobre os brinquedos ruidosos, que fazem sucesso entre as crianças. Que criança nunca ganhou um brinquedo “barulhento” e ficou horas e horas apertando o botão de ligar? Muitos brinquedos não são inspecionados e aprovados pelo IMETRO e apesar de parecem inofensivos, podem trazer prejuízos para a saúde auditiva de nossos filhos.

Engana-se quem pensa que a perda auditiva induzida por ruído acomete apenas os adultos expostos a barulhos intensos em seus locais de trabalho. Muitas crianças vêem apresentando esta patologia que causa a diminuição definitiva da audição. Isto acontece em virtude da exposição excessiva a ruídos em alta intensidade provindo, principalmente, de brinquedos ruidosos.

Quem convive com crianças sabe, na hora de escolher um brinquedo, os pequenos preferem aqueles que produzem sons, como chocalhos, carrinhos com sirenes, brinquedos eletrônicos, instrumentos musicais, etc.  Em função de não haver uma norma regulamentadora que fiscalize efetivamente todos os brinquedos que emitem sons e que defina os índices de intensidade sonora permitidos, as crianças, hoje em dia, são bombardeadas com brinquedos de intensidade sonora prejudicial para sua audição, seja em casa, na rua ou na escola.

Estudos realizados a fim de medir a intensidade sonora das atividades de lazer infantis mais freqüentes verificaram que os níveis sonoros encontrados nos brinquedos favoritos pela população infantil foram bastante elevados. Alguns brinquedos chegam a produzir sons com intensidades que variam de 82 a 119 dBA**, como é o caso dos brinquedos eletrônicos, de percussão (tambores e chocalhos), brinquedos de borrachas (que quando apertados emitem sons parecidos com um apito), carros com músicas e sirene e explosivos (bombinhas e arminhas).

ESSES BRINQUEDOS, SE USADOS POR MAIS DE QUATRO HORAS DIÁRIAS, PODEM LESAR DEFINITIVAMENTE A AUDIÇÃO DA CRIANÇA.

Fique atento na hora de escolher um brinquedo para uma criança. Se emitirem sons, eles devem estar de acordo com as normas regulamentadoras de segurança, o que deve estar especificado na embalagem do produto. Caso seja um brinquedo que produza ruído intenso, permita que o tempo de exposição da criança com este brinquedo não seja muito longo. Outra dica é diminuir o ruído produzido, colocando fitas adesivas na saída de som dos brinquedos.

** Esses níveis de intensidade são equivalentes aos ruídos produzidos por uma serra elétrica ou uma máquina de cortar grama.

Dê ouvidos a esta Idéia!

*****************************************************************************************************************************************

1-1-foto-277x3001-208x300Érica Cimadon é fonoaudióloga, especialista em neuropsicologia pela UFRGS, com aperfeiçoamentos em processamento auditivo. Atua com atendimentos a crianças nas áreas de linguagem e aprendizagem há 7 anos na Clínica Jeito de Ser e mamãe do Mateus, de 2 anos e 9 meses. “Ter um filho é muito mais que uma especialização… nos permite nos colocar no lugar das famílias que buscam ajuda para seus pequenos, tendo um olhar profissional, mas acima de tudo, mais  humano…”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>