Dia dos Papais Toda Hora

IMG_1594-crop

Olá!

A coluna de hoje é em homenagem ao dia dos Pais! Nosso Papai Toda Hora Leandro Boeira deixa sua mensagem!

Então, desejamos a todos os Papais Toda Hora um lindo e Feliz Dia dos Pais!

Um grande beijo!

******************************************************************************************************************************************

Não quero que meus filhos morram de amor por mim (na verdade, gostaria que eles fossem imortais…) Só preciso que eles vivam por mim, que queiram estar junto de mim, me abraçando (forte e por bastante tempo, em qualquer momento…).

Não exijo que esses filhos me amem como eu os amo, quero apenas que me amem, não me importando com que intensidade. Não tenho a pretensão de que todos meus filhos (sejam de sangue ou adotados pela docência) gostem de mim… Nem que eu faça a falta que eles me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível… E que esse momento será inesquecível…

Só quero que meu sentimento seja valorizado. Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre… E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para aqueles filhos que estiverem ao meu redor (mesmo quando eu não esteja ao redor deles…).

Quero poder fechar meus olhos e imaginar meus filhos… e poder ter a absoluta certeza de que esses também pensam em mim quando fecham os olhos, que faço falta quando não estou por perto. Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras (além das chatices, mau-humores, azedumes) alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho (e que alguém me ache bonito, além da minha mãe)…

Que me vejam como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que deem valor ao que realmente importa, que é meu sentimento (mesmo que algumas vezes eu o demonstre com raiva ou irritação, mas quero que saibam que aquele que se sobrepõe a todos estes ainda é o amor)… e não brinquem com ele.

E que esses filhos me peçam para que eu nunca mude (Isto é sério? Preciso mudar naquilo que magoa meus filhos, preciso dar qualidade ao tempo que disponibilizo a eles, por favor, podem me puxar ar orelhas sim!) para que eu nunca cresça (oba, esta é a parte divertida, síndrome de Peter Pan), para que eu seja sempre eu mesmo (integralmente).

Não quero brigar com eles, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a eles que o amor existe (e mais do que mostrar, praticar e evidenciar este discurso; também reconhecer minhas deficiências e a necessidade de eu aceitar que preciso mudar) … Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz. Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz (só quando compartilharmos desta felicidade juntos).

Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas… Que a esperança nunca me pareça um NÃO que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como SIM. Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a qualquer um dos meus filhos, de poder dizer o quanto eles são especiais e importantes pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros… Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.

Quero, um dia, poder dizer para eles que nada foi em vão (pois todo o esforço por eles vale a pena)… Que o amor de pai existe e que vale a pena se doar integralmente a eles, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim… e que valeu a pena (sempre valerá!!!)

***************************************************************************

Para comemorar o dia dos pais, achei pertinente e tomei a liberdade de “pegar” emprestadas as palavras que o nosso querido poeta Mário Quintana escreveu no poema Certezas, adaptando-o a referida data para demonstrar o quanto é bom ser pai!

Um feliz dia dos pais a todos os Papais Toda Hora!

****************************************************************************

2 - leandroLeandro Boeira é matemático e professor de robótica, com mestrado em Engenharia de Produção. Adora ensinar matemática de uma forma com que as pessoas entendam o porquê das coisas e enxerguem onde ela está presente. Também é pai do Pedro Henrique (quase 9 anos) e da Isadora (5 anos). “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” Pv. 22.6

Comment (1)

  1. Jesus

    Parabéns!!!

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>