A Chegada do Pedro!

14117695_1787165798196765_4136892741509230869_n

 

Olá Mamães Toda Hora, todas bem?

Depois de praticamente um mês sem escrever uma coluna minha, aqui estou eu! Mamãe Toda Hora sabe o quanto é complicado esse primeiro mês de adaptação, ainda mais com um mais velho em casa que lhe exige muita atenção. Neste momento já se passaram da meia noite da sexta-feira e foi agora que consegui tomar um banho (sem lavar o cabelo – falarei disso mais adiante em outra coluna) e pegar meu computador para tentar escrever. Confesso que o sono está sendo cruel, pois é um misto de cansaço físico e emocional que acabam com a gente, principalmente no final do dia. Então, pensei em escrever hoje sobre a chegada do caçula – O Pedro!

Quem é mãe vai me entender e quem não é poderá se tornar mais empático!

Não consegui novamente o parto que tanto sonhei, porém, me surpreendi com a forma que a cesárea foi conduzida. Os profissionais muito calmos, alegres… um ambiente tranquilo. Lembro do meu marido me dando tchau no momento em que entrei no bloco cirúrgico. Ele me olhou e perguntou: Você está com medo? Eu tremia da cabeça aos pés. Uma porque estava muito frio e outra porque a ansiedade estava tomando conta de mim. Respondi a ele que sim! Ele me beijou e eu entrei!

Como é estranho! Numa hora você está com seu bebê na barriga, protegido de tudo e de todos e instantes depois, você está com ele em seus braços agindo instintivamente para se alimentar.

Mas, como falei anteriormente, a forma como a cesárea foi conduzida pelos profissionais me surpreendeu! Me lembro do médico ir explicando o que estava acontecendo, e logo em seguida a anestesista falou bem perto do meu ouvido: “O Pedro está nascendo! Vou te erguer para vê-lo nascer, mas você não pode tocar nele! Achei aquilo fantástico! Ver meu filho saindo de mim e ficar bem perto dele naquele momento, foi mágico. A emoção tomou conta! Transbordava amor! Só sabia dizer: eu te amo meu filho, seja bem-vindo! Chora meu amor, chora para a mãe te ouvir!

Ahhh!!! E o momento que te trazem ele bem pertinho de ti, encostadinho, colado ao seu rosto. É sublime! Sensação única!!! Temos vontade de dizer muita coisa, planejamos, sonhamos e idealizamos esse momento, porém na hora a emoção toma conta e a única coisa que eu conseguia dizer repetidamente era “Bem vindo meu amor, mamãe te ama muito” e as lágrimas rolavam pelo rosto! E agora, fechando os olhos, lembro do cheiro dele daquele momento.

Depois vem a espera! Você na sala de recuperação e seu filho com o pai recebendo os primeiros cuidados. Quando ele chega e é colocado no peito, percebemos como a natureza é linda.

As enfermeiras já chegaram cheias de elogios para com o meu pitoco. Pedro nasceu com 3780g e 51cm e muito calmo, tranquilo.

Mas as primeiras 24h são intensas! Há uma mescla de sensações, emoções e descobertas. Sim, descobertas! Apesar de ser o meu segundo filho, o caos de uma mãe de primeira viagem se instala nas primeiras horas. Precisamos “recordar” muita coisa e nos damos conta que “perdemos” o jeito com um recém nascido. Trocar fralda, vestir, amamentar, ver se está respirando… decodificar sinais, entra e sais de enfermeiras, ascende e apagam luzes o tempo todo, tudo ao mesmo tempo.

Contudo, a experiência faz com que algumas preocupações e cuidados apareçam! No meu caso principalmente relacionado a alimentação e ao nível de glicose. Cada pouco perguntava para a enfermeira se estava tudo certo, solicitei que fosse feito teste de glicose mais de uma vez. Não queria, de forma alguma, que ele passasse fome ou sofresse alguma consequência pela minha dificuldade na amamentação.

Para a minha surpresa, o Pedro saiu do hospital sem ter tomado fórmula. Se sustentou por vários dias somente com o peito. Isso para mim foi a glória.

Antes que eu adormeça em cima do computador, e que o Pedro acorde para a primeira mamada da madrugada, vou encerrando por aqui este primeiro relato que divido carinhosamente com vocês.

Por sinal, gostaria muito de conhecer a história de vocês também! Vou amar ler e compartilhar deste momento tão lindo.

Um beijo enorme e bom final de semana

 

Comentários (4)

  1. cristiane

    Primeiramente parabéns!!! É incrível mesmo a hora do parto, a primeira troca de olhares, o primeiro contato com a pele,o cheirinho do recém nascido!! Como eu te disse sobre a cesárea em outros comentários, ela está sim muito humanizada,a gente sente o carinho dos profissionais e os cuidados e fica muito mais confortável. A minha segundinha nasceu agora dia 09 de setembro e apesar de já ter uma menina de 2 aninhos e “certa experiência”, apanho um pouco na troca de fraldas e banho. E ainda me apavoro com o coto umbilical. E não está sendo fácil as acordadas de madrugada. Mas o amor que sentimos é inexplicavél por palavras!! Enche o coração e esse amor transborda e a gente passa a ter um outro olhar para o mundo e as pessoas!! Estou apaixonada!!!
    Quando puder fazer uma coluna sobre a reação do filho mais velho par trocarmos experiências!!
    Mil bjs e tudo de bom!!

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Oi Cris!!! Parabéns pela chegada desta princesa… Como é estranho né? Não somos mães de primeira viagem, mas nos primeiros instantes é como se fôssemos! Também me atrapalhava com a troca de fralda e banho, mas agora tiro de letra. Postei dois vídeos, um limpando o coto umbilical e outro dando o banho de balde, você viu? estou encantadíssima como o banho de balde, super pratico e o Pedro está amando…
      Pode deixar que logo mais estarei falando da reação do filho mais velho, tanto com o irmão como para com a mãe e outras pessoas do convívio como avós.
      Mil beijos e obrigada por nos acompanhar e dividir conosco suas experiências.

      Reply
  2. Lisandra Zortéa

    Oi Karine…achei seu blog por acaso…q delícia de blog guria…estou amando ler os textos e me emocionando e me identificando com os relatos…parabéns pela chegada de mais um príncipe nas suas vidas… força,coragem, paciência, persistência e muito amor nessa nova e tão gratificante etapa de suas vidas
    Sou mamae de primeira viagem e meu pequeno ja tem 1a e 4m mas se fecho os olhos me transporto num segundo para o dia do nascimento dele…ele nasceu com 36 semanas e 1 dia …parto normal e rápido…sem analgesia (não deu tempo)…teve icterícia e ficou 3 dias em fototerapia…passamos pela APLV…mas sou agraciada por Deus e ele mama até hj…nunca aceitou fórmulas…
    Enfim…um pouquinho da nossa história…
    Parabéns pelo blog, pela linda família …
    Bjos…

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Oi Lisandra!
      Obrigada pelo carinho e por dividir conosco um pouco de sua história! Que lindo poder ter um parto assim! sempre sonhei, mas não deu! O importante é que eles venham com saúde!
      Sugestões são bem vindas sempre!
      Um beijo carinhoso e parabéns, você vai ver como eles crescem muito rápido e precisamos aproveitar ao máximo cada momento.
      Ahhh! Existe uma coluna chamada Histórias de Mamãe! Se quiser dividir conosco sua história, escreva para o e-mail karine@mamaetodahora.com.br vou adorar!

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>