Destro ou canhoto???

IMG_6749

 

Olá Mamães Toda hora!

Hoje não é terça feira, porém como estou devendo a coluna de especialista, resolvi trazer este assunto de extrema importância e muito bem abordado por nossa mãe e fisioterapeuta Samantha P. Pecce.

Como Psicomotricista sempre estimulei o Léo (e agora o Pedro) em relação as funções psicomotoras através do brincar. A lateralidade sempre foi algo que despertou minha atenção. Logo de início, quando nossos pequenos estão crescendo, eles testam ambos os lados e, muitas vezes, na ansiedade de mãe, ficamos tentando identificar qual lado predominará.

É incrível como muitas vezes nos enganamos. Em vários momentos o Léo parecia desenvolver mais o lado esquerdo, pois chutava muito bem a bola com o pé esquerdo, atacava no vôlei com a mão esquerda… Mas agora na escola, percebo que usa melhor a tesoura com a mão direita, pega os lápis, canetas com a mão direita. Permitir que o seu filho experimente sua corporeidade  é uma das melhores coisas a serem feitas, pois auxiliará no desenvolvimento cognitivo, afetivo, social e motor.

Então mamães, deliciem-se com a coluna da nossa parceira, mamãe e especialista Samantha!

******************************************************************************************************************************

Ser destro (direito) ou canhoto (esquerdo) é uma configuração genética. Ou seja, nascemos com um gene que determina a lateralidade corporal. Assim, termos maiores habilidades com o lado direito ou esquerdo do corpo não é uma escolha e sim uma herança.

Há pelo menos 70 anos, nascer canhoto era considerado perverso, pois, se procurarmos no dicionário, canhoto, ou esquerdo é sinônimo também de sinistro, canhestro (falso). Mas, hoje, sabemos que tudo isso não faz parte de uso de linguagem e que ser canhoto é perfeitamente normal e natural.

A diferença está em qual é o lado do cérebro que está mais ativo, qual o lado que comanda nossas ações. Por causa da nossa anatomia, o lado direito do cérebro é o que predomina nas pessoas canhotas. Então, obviamente, nas pessoas destras, quem domina é o lado esquerdo.

A essa altura vocês podem estar perguntando: Mas não podemos treinar nossos filhos? É claro que sim. Mas, esse treinamento (para que a criança predomine a escrita do lado direito ou esquerdo) é prejudicial nas tarefas do dia a dia e fará com que as atividades de vida cotidiana sejam realizadas de forma muito mais complicada (escovar dentes e cabelo, cortar a comida, cortar papel,…). Além disso, o que muitas pessoas ignoram, é que a lateralidade (nome que se dá ao predomínio de um lado ou do outro) também ocorre nas pernas e no olho (sim! Temos predomínio de visão em um dos lados). Desta forma, treinando a criança para ter predomínio da mão direita ou esquerda, não quer dizer que ela vá ter as mesmas habilidades que teria se deixássemos ela se desenvolver naturalmente.

E esse é o melhor caminho! Deixar que a criança desenvolva suas habilidades de forma natural, através do brincar. Podemos (e devemos) oferecer a ela diferentes materiais, de forma, cor e textura variadas. E, também, as brincadeiras antigas de pegar, correr, mudar de direção, pular, … Elas ajudam nossos filhos para que se desenvolvam e façam de sua corporeidade um processo natural e prazeroso.

******************************************************************************************************************************

1525200_741506839214026_7210070227293475030_n

 

Samantha Angélica Pasa Pecce é mãe de dois meninos. O Bruno, com 11 anos e o Theo, com 3. É fisioterapeuta, formada em 1995 pelo IPA de Porto Alegre, com especialização em ortopedia/traumatologia e atuação clínica há 21 anos em diferente áreas. Atualmente é docente da Faculdade Cenecista Bento Gonçalves – CNEC.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>