Sobre ser mãe e trabalhar!

karine -_MG_0650

 

Olá Mamães Toda Hora, todas bem?

Quem me conhece sabe que sempre trabalhei muito, e dificilmente nego trabalhos e oportunidades. Ainda mais quando o desafio está atrelado a um sonho/meta de muito tempo.

Ser mãe é um desafio constante e exige de nós muito esforço, dedicação, paciência e tempo… muito tempo.

Há quem diga que o importante é a qualidade de tempo que temos com nossos filhos, e eu até concordo, mas ter um tempo com eles e estar esgotada me faz questionar sobre essa questão entre qualidade e quantidade. Para quem trabalha, a quantidade de tempo é importante e influencia diretamente e indiretamente na qualidade do momento.

Amo por demais meu trabalho, sou realizada e grata pelas oportunidades que me são dadas.Porém, quando pensei no post de hoje só me veio na cabeça a experiência ímpar que vivenciei essa semana.

Para que vocês possam entender o motivo pelo qual aceitei o desafio proposto pelo meu diretor, preciso contextualizar um pouco.

Uma de minhas metas traçadas num curso de Coaching de Desenvolvimento (CENAS) há mais de um ano atrás, era ser palestrante. Sempre gostei da emoção que esse momento provoca. Adrenalina a mil, sem ter conhecimento das pessoas que estarão com você ali. Um tempo curto, porém com um significado imenso.

Então, no mês de maio, lembro exatamente do dia em que meu diretor me chamou em sua sala e me perguntou como estava a minha agenda de palestras. Olhei para ele e imediatamente pensei ( e minha cara me entregou!): agenda de palestras? Como? Trabalhando 40 horas na faculdade mais o consultório, mais casa, marido e filhos – AGENDA DE PALESTRAS? Ele sorriu e me explicou o motivo que havia feito tal pergunta. Depois, relaxei e lembrei que havia sim, uma palestra agendada para o dia das mães, porém o foco do que ele precisava não era esse.

Passado alguns dias foi confirmada a minha presença em 12 palestras em 4 dias seguidos!!!

No momento fiz um comparativo com minhas aulas e para quem já ministrou 5 aulas de 4h numa semana durante um semestre, 12 palestras de 1h hora cada seria praticamente a mesma coisa (Sqn!)

Me dediquei muito preparando o material para as palestras. Coloquei muito, mas muito amor em cada slide preparado e estava muito ansiosa para que essa semana chegasse.

Foi simplesmente sensacional e espero ter atingido as expectativas de todos aqueles que confiaram em mim e daqueles que me escutaram nos 60 min que me doei de corpo e alma.

Foram 4 dias intensos e no final do terceiro dia tinham músculos no meu corpo que eu nem imaginava que existiam, me doía tudo. E foi nesse momento que percebi que o que eu mais precisava naquele momento era chegar em casa e me deitar e dormir… Precisava recuperar  minhas energias para o dia seguinte.

Porém, ao chegar em casa os meus dois amores estava com a corda toda, querendo a mãe para tudo. E justamente nesse dia, eles foram dormir muito tarde. Fiquei com eles até adormecerem, foi sofrido, mal conseguia ficar com os olhos abertos… Só pensava na minha cama!

Depois, ao deitar, me questionei muito de como é difícil ter essa jornada dupla… Pois para ser mãe já tem que ser muito forte! Ser mãe e trabalhar precisa ser mais forte ainda.

Não é só uma questão de vencer o cansaço, mas também vencer a saudades e mais todas as emoções que estão envolvidas nesse processo. Precisamos de muita inteligência emocional e muita resiliência.

Não me imagino sem trabalhar… e também não me imagino chegar em casa e não ter meus filhos para “estrucar”… É simplesmente mágico, compensador, energizante… Mas tenho muita consciência que não sou a mulher maravilha…

Mil beijos

 

 

 

Comentários (4)

  1. Paula

    Ka parabéns por tanta força e determinação. És um lindo exemplo disso. Sei bem como é a nossa jornada dupla. Mas depois passará esse tempo e sentiremos a falta principalmente deles. Tiramos força às vezes nem sei de onde mas o retorno compensa tudo. Tanto do trabalho quanto dos nossos filhos. Cada momento, cada sorriso, cada retorno recompensa tudo. É sim se redescobrir. Descobrir a força que nem imaginamos que está dentro de nós. Parabéns de coração mais uma vez. Bj e que Deus continue nos dando essa coragem e a dádiva de poder fazer a diferença. Pepa

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada meu anjo!!!!! Sabes que és um exemplo pra mim! Mil bjs

      Reply
  2. Josenira

    Bom dia….encontrei vc por acaso…me identifiquei muito com esse artigo seu…Também sou mãe de três. ..todos ainda pequenos e sou funcionária pública. ..quando chego eles me esperam cheios de energia e eu um caco…rsrs…meu sonho é criar um blog….mas não sei se darei conta..rsrs..Parabéns pelo seu trabalho. ..bjos

    Reply
    1. Karine Callegari (Post author)

      Obrigada!!!!
      Pelo que deve ter percebido, fiquei muito tempo sem escrever… Não consegui dar conta. Mas agora estou montando uma casa chamada Mamãe Toda Hora e pretendo retomar com o blog com mais frequencia. Me perdoe e mais uma vez obrigada.
      Se tens o desejo de ter um blog, vai por mim, faça…. é muito gratificante.
      Mil bjs

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>